1st page
ask me

Nós não somos mais os mesmos. O tempo passou, as coisas mudaram e nós mudamos junto a elas. Crescemos. Amadurecemos. Ou talvez apenas aprendemos com a vida. Aprendemos que certas coisas devem ser deixadas para trás, que certas coisas perdem o sentido com o tempo. Mas crescer dói em certos pontos. Dói ter que deixar no passado coisas tão boas, que você não tinha chegado a pensar que precisaria deixá-las um dia. Às vezes eu ainda me olho como uma criança. É como se fosse difícil me olhar no espelho e conseguir me ver como devo ser visto. Assumir as responsabilidades que a vida nos acrescenta com o tempo. Amadurecer é tão bom, mas ao mesmo tempo tão ruim. Faz tão bem mas ao mesmo tempo tão mal. A gente perde a inocência e muitas coisas no mundo acabam perdendo a graça. E não por escolha nossa, mas por necessidade da vida. A gente não para um segundo de mudar, assim como não paramos um segundo de olhar para o passado e sentir falta de tudo. O modo mágico como víamos o mundo às vezes faz falta. Olhar para o futuro e conseguir enxergar um pouco do que a vida nos reserva machuca. Mas a vida não nos dá escolhas para certas coisas. A gente assiste aquele filme velho que gostávamos tanto, e quando paramos pra pensar, a imagem das pessoas refletida neles não é mais a mesma. E é aí que a gente se dá conta. A gente olha para o lado e nota as diferenças nos outros, e é aí que a gente percebe que aconteceu o mesmo conosco. Analisamos nossas atitudes e percebemos o quanto nossa mente mudou. Mas não importa o quanto eu cresça, sempre vai haver um pouco do meu eu anterior aqui dentro de mim. Não importa o quantos os outros cresçam, sempre vai haver aquele momento em que eu olharei para eles e me lembrarei de como eram antes. João Pedro Bueno (sabedorias)



1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 »

theme by umapequenapoeta, base sabedorias, with details
nostalgia-surreal.



Posted 1 year ago with 2,928 notes · reblog this
originally callkin via its-bravery


A gente diz que deixa ir, mas no fundo espera que fique. Fingi não ver ele entrar no msn, para que ele chame primeiro. Passamos a noite inteira imaginando as conversas, as risadas, as brigas e os ciumes. Temos uma música “nossa”… Impressionante como o amor nos deixa. É complicado explicar tudo que acontece dentro de mim, é estranho, porque toda vez que eu tento escrever, é sempre pra você.
Mayara Soares (vupm)


Posted 1 year ago with 15,161 notes · reblog this
originally nobroke via malabarista-de-sorrisos


Saudades.




O problema somos nós.




O problema é que as pessoas procuram o amor nos caminhos mais difíceis.
Investido.  (via investido)

(Source: INVESTIDO)



Posted 1 year ago with 6,196 notes · reblog this
originally memoriatos-deactivated20140331 via kiss-grip


Você finge que não ouviu, mas te destruiu por dentro. 

(Source: esperandodias-melhores)



Posted 1 year ago with 6,214 notes · reblog this
originally esperandodias-melhores via unfe3ling